Cremação



Moderno
Apesar de ser um costume muito antigo, a cremação é considerada hoje como um serviço de funeral moderno. Não só para o uso de tecnologias avançadas do incinerador, mas porque quando se considera que está experimentando um crescimento exponencial da população mundial e da falta de espaços associados a este fenômeno, a cremação aparece como o sepultamento do futuro.

 

Econômico
Normalmente os custos de sepultamento são maiores. Na maioria das cremações, não há despesas como pagamento do terreno no cemitério, locação de um jazigo, a menos que os parentes queiram sepultar a urna cinerária no cemitério ou em um columbário, ficando bem mais barato do que os enterros comuns.

 

Higiênico
A cremação é a operação mais recomendada a este respeito, uma vez que evita problemas de higiene e sanitárias. Com o a incineração, evita-se possíveis fontes de infecção, especialmente quando a morte tenha sido causada por doenças infecciosas.

 

Ecológico
É um processo 100% ecológico. Portanto, não afetam o meio ambiente. Além disso, nos enterros tradicionais certos poluentes ambientais podem ocorrer, o que não ocorrem após a incineração do corpo. Soluções de embalsamamento, por exemplo, afluentes podem contaminar a água subterrânea, mercúrio, arsênico e formaldeído, entre outros. Os caixões também podem se contaminar, dependendo da fabricação dos mesmos. Outra fonte de poluição é a presença de radioisótopos que se encontram no corpo, devido, entre outras coisas para a radioterapia.

 

Prático
Muitos, antes de morrer pensam em facilitar as coisas para o enlutado. Alguns entendem o enterro como uma complicação desnecessária do processo funeral, por isso eles preferem a simplicidade e rapidez da cremação. Em suma, aqueles que optam pela cremação, sabem que é um processo simples e rápido do que o sepultamento tradicional, uma vez que depois de incinerado as cinzas são depositadas em uma urna cinerária e os membros da família podem decidir livremente para onde levar, salvo de qualquer processo econômico e legal posteriormente.

 

Entenda a Cremação

 

O que é a Cremação?
Consiste em submeter o corpo a uma temperatura de aproximadamente 1000°C em forno crematório, desenvolvido especificamente para esse fim. Esse processo só pode ser feito 24 horas após o óbito.

 

Ao final do processo, restam apenas cinzas e alguns fragmentos ósseos, que são triturados para que os grânulos fiquem perfeitamente uniformes e sejam entregues aos familiares.

 

O que é feito com as cinzas?
O destino das cinzas é uma opção da família, que pode levar a urna para casa ou dispersar em algum local que tenha significado especial para o falecido. Existem opções de urnas hidrossolúveis (que se dissolvem na água), urnas com húmus e sementes de árvore, que podem ser plantadas com as cinzas, além de muitas outras opções.
Para os mais conservadores, existe ainda o Columbário, um local feito especialmente para armazenar a urna cinerária e que se localiza no próprio cemitério.

 

O velório é diferente?
Cada família tem o direito de fazer o velório da maneira como achar melhor, independentemente se o falecido será sepultado ou cremado. O velório pode ocorrer normalmente e, no caso da família optar pela cremação, o corpo é levado ao Crematório depois.
Porém, O Memorial Fortaleza coloca à disposição das famílias uma capela ecumênica com capacidade para 200 pessoas sentadas. E então acontece a última homenagem ao ente querido que faleceu.

 

Existem restrições quanto à cremação?
Qualquer pessoa que desejar ser cremada deve ter esse direito assegurado. Há apenas a restrição em caso de morte violenta, quando a cremação só pode ser feita com autorização judicial.
Além disso, a vontade precisa ser expressa à família ainda em vida, pois, mesmo que o falecido tenha deixado documentada a vontade de ser cremado, se a família se opuser, a cremação não é realizada. Além disso, restos mortais de pessoas sepultadas também podem ser cremados.

 

Por que a cremação é a melhor opção?
Existem diferentes motivos que levam a concluir que a cremação é mais viável que o sepultamento. Um deles é a preservação do meio ambiente, pois o sepultamento pode contaminar o solo e até mesmo os lençóis freáticos. Além disso,
também existe o respeito que é dado ao falecido: “Do pó viemos e ao pó tornaremos…”. Acelerar esse processo proporciona respeito e dignidade a quem partiu. Além disso, estar preso ao cemitério faz com que os entes queridos se mobilizem apenas em datas especiais, como aniversário ou finados. A liberdade que é dada ao corpo nos permite cultivar memórias sempre positivas por não associarmos o falecido a um túmulo.

 

A cremação custa caro?
Ao contrário do que muitos pensam, atualmente, a cremação é financeiramente mais viável do que o sepultamento. Os custos com velório são os mesmos, porém não há gasto com a sepultura, ornamentação de túmulo nem manutenção constante do mesmo.

 

Facilidades para o Cliente Cred Urna
Disponibilizamos aos nossos clientes um aditivo no valor R$ 20,00 reais, que oferta a Cremação para o titular e todos os dependentes. Adicione já ao seu plano.

 

Temos ainda o plano de Cremação Individual, por 36 parcelas de R$ 85,00 reais você adquire uma cremação, podendo ser utilizada a qualquer pessoa e a qualquer tempo.


Comente esta postagem!