COMUNICADO DE RECOMENDAÇÕES BÁSICAS PARA PROCEDIMENTOS FÚNEBRES E SEPULTAMENTOS COM CONFIRMAÇÃO DE COVID-19

Notícias 





O Cemitério Memorial Fortaleza em sua função de transparência e preocupação com cada colaborador, lança para conhecimento de todos os envolvidos em nossas operações as seguintes orientações.

Fazemos parte do grupo que não poderá se isolar, nem paralisar suas atividades, em qualquer situação, pois estamos na operação de serviços básicos para sociedade que necessita que continuemos a exercer nossa missão “Proporcionar tranquilidade e conforto emocional…”.

Enfatizaremos alguns pontos fundamentais a respeito de todos os óbitos, pois nem todos terão a confirmação da contaminação pelo covid-19 como medida de procedimentos internos com base na experiência e atuação do setor:

 O que é coronavírus? (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID19).

 O vírus sobrevive após o óbito?

Não se tem evidências cientificas que comprovem ou não a sobrevivência do vírus, o que as pesquisas indicam é que a principal forma de contagio se dá pelas gotículas respiratórias. Segundo a Organização Mundial da Saúde, dados preliminares indicam que ele se comporta como os demais coronavírus, ou seja, pode sobreviver de poucas horas a dias, dependendo do tipo de superfície, da temperatura e da umidade do ambiente. As recomendações são, portanto, manter um controle rigoroso de limpeza e desinfecção. Reforçamos a extrema necessidade de usar os EPIs durante a manipulação do corpo.

 Que EPI´s devo usar na manipulação do corpo?

Contamos que a regulamentação oficial do Ministério da Saúde, que deve se manifestar para trazer mais esclarecimentos, sentido para adoção imediata no Brasil. No entanto faremos as remoções munidas de EPI completos (Bota, Avental manga longa, Óculo de proteção, Luvas, toca e mascara), inclusive forrar a urna com saco para remoção dos corpos.

Após a remoção descartar e durante a ornamentação uso do EPÍ´s Especial. (Bota, Macacão, Óculo de proteção, Luvas, toca e mascara N95)

Obs: águas sanitárias e desinfetantes devem ser usadas para desinfetar a sola das botas após a finalização da ornamentação.

 Pode ser realizada tanatopraxia no corpo com COVID-19?

Ainda não temos uma posição atualizada para esse vírus, no entanto Vale relembrar, as determinações vigentes em território nacional que fazem referência a doenças infectocontagiosas.

“ RDC nº 33 sobre Controle e Fiscalização Sanitária do Translado de Restos Humanos emitido pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária, órgão ligado ao Ministério da Saúde) em julho de 2011, que diz, em seu artigo 10º do Capítulo 2, referente às competências e cuidados relativos ao translado de restos humanos: “Fica vedada, em todo o território nacional, a prestação de serviço de conservação e translado de restos mortais humanos, em que o óbito tenha tido como causa a encefalite espongiforme, febre hemorrágica ou outra nova doença infectocontagiosa que, porventura, venha a surgir a critério da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS).”

 Confirmada COVID-19 a urna pode ser aberta no velório?

Não recomendamos, uma vez que existe a possibilidade de contaminação pelo vírus após o falecimento. Todo e qualquer contato com o corpo deve ser evitado e, portando, os caixões devem ser fechados.

Atendimento ao Cliente

  1. Lavar as mãos frequentemente com água e sabão neutro por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
  2. Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
  3. Evitar contato próximo com pessoas doentes;
  4. Ficar em casa quando estiver doente;
  5. Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
  6. Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência;
  7. Mantenha os ambientes bem ventilados;
  8. Não compartilhe objetos pessoais.
  9. Orientar a Família que as pessoas falecidas em decorrência do Coronavírus sejam sepultadas imediatamente, sem a realização de cerimônias de despedidas (velórios), evitando-se a manipulação desnecessária do corpo por parte dos agentes responsáveis;
  10. Informar à família que o corpo seguirá diretamente ao campo onde serão feitas as ultimas e breves homenagens.

Na remoção

  1. Todos os corpos devem ser removidos em carros com divisória/isolamento entre o motorista e o compartimento em que ficará o corpo;
  2. Os agentes funerários deverão usar os equipamentos de proteção individual completo (luvas, avental, toucas descartáveis, bota e óculos);
  3. Tamponar superficialmente os orifícios da face (nariz e boca) com algodão umedecido com desinfetante antes de iniciar a remoção;
  4. Desinfetar as mãos com água e sabão (sempre que possível) e usar álcool gel antes de entrar na cabine do veículo.
  5. Após cada procedimento os ambientes e veículos funerários utilizados sejam imediatamente limpos e desinfetados com água sanitária e desinfetante;

 

Ornamentação de corpos.

  1. Vestir todo EPI antes de retirar o corpo do veículo funerário;
  2. Realizar a operação com agente e auxiliar (se for possível) afim agilizar o processo e fornecimento de matérias de higienização e ornamentação;
  3. Reforçar o tamponamento dando continuidade de acordo com o processo já descrito para a ornamentação de corpos;
  4. Antes de encaminhar a urna para velório desinfetar a urna com borrifador de álcool, inclusive alças e tampa;
  5. Higienizar o óculos e os materiais da ornamentação (materiais da maleta) com agua, sabão neutro e álcool.

Velório

  1. Higienizar (com desinfetante e água sanitária) as salas, cadeiras e paramentos ANTES e DEPOIS do início de cada velório;
  2. Disponibilizar na entrada da sala álcool em gel;
  3. Informar a família sobre as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e decretos estaduais vigentes, para a realização cerimônias restritas aos familiares;
  4. Orientar a família para seguir velório com urna fechada;
  5. Deixar salas de velórios sempre abertas;
  6. Orientar a família pra que evite contato físico com o corpo, bem como, aglomerações em volta deste.

Sepultamento

  1. Checar antecipadamente que cada sepultador tenha uso completo dos EPI´s (luvas, botas, máscaras, óculos);
  2. Não abrir a urna;
  3. Realizar o sepultamento conforme as orientações do processo de sepultamento;
  4. Sepultadores e atendentes logo após o ato de sepultamento devem lavar as mãos e higienizar com sabão neutro e /ou álcool.

– Grupo Memorial Fortaleza